Políticas Médicas

>>Políticas Médicas
Políticas Médicas2020-01-21T17:01:32-03:00

A Comissão é responsável por acompanhar as políticas públicas relacionadas a Saúde e a Ortopedia brasileira. Seu principais projetos englobam:

– Reuniões com o Ministério da Saúde em projetos de interesse do ortopedista;
– Parceria com o Ministério da Saúde em projetos de atenção básica à Saúde primária na Ortopedia;
– Participação ativa na Frente Parlamentar da Medicina;
– Fortalecimento do Instituto Brasileiro de Medicina (IBDM), catalizador da aproximação entre os médicos e os parlamentares (Câmara Federal e o Senado).

Frente Parlamentar da Medicina
Em 2016, a SBOT, ao lado de outras sociedades médicas de especialidade, da Associação Médica Brasileira (AMB), dos conselhos de Medicina e das associações de médicos e residentes e das federações, participou do lançamento da Frente Parlamentar da Medicina (FPMed), consolidando a sua atuação política no Congresso Nacional.

A Frente Parlamentar da Medicina tem como objetivo tratar dos principais assuntos e projetos de lei relacionados à Medicina, aos médicos e à Saúde da população brasileira. Para a sua atuação, foi criado o Instituto Brasil de Medicina (IBDM) que dá apoio e infraestrutura para uma atuação mais profissionalizada. A FPMed já conta com mais de 240 parlamentares entre deputados e senadores, muitos deles inclusive médicos.

O Instituto Brasil de Medicina (IBDM) é responsável pelo relacionamento político e para dar suporte e operacionalizar a Frente Parlamentar da Medicina, além de acompanhar o comprometimento dos deputados e senadores nas questões apresentadas pela FPMed.

Objetivos do IBDM:

I – Receber as demandas e legítimos anseios da classe médica para a prática da Medicina com mais qualidade, modernidade e eficiência, que resulte em melhor atendimento, mais saúde aos pacientes e, consequentemente, à sociedade;

II – Levar estas demandas aos congressistas engajados na Frente Parlamentar da Medicina (FPMed) para que as transformem em leis;

III – Acompanhar a tramitação de matérias de interesse do setor que representa, junto ao Poder Executivo, Legislativo e Judiciário, que direta, ou indiretamente, impliquem em consequências, tanto à Medicina, como à classe médica, cuidando para que não passem desapercebidas e que o IBDM possa, como instrumento efetivo de ação, quer isoladamente, quer em conjunto com suas entidades associadas e/ou com a Frente Parlamentar da Medicina (FPMed), posicionar-se e intervir à tempo;

IV – Elaborar pareceres técnicos para fornecer subsídios ao acompanhamento de Projetos de Lei de interesse do IBDM em tramitação no Congresso Nacional, de emendas à Constituição, dentre outras, sempre que o objeto se encontre no âmbito do setor que representa e que seja considerado matéria relevante;

V – Promover assessoramento técnico às associadas em questões pertinentes aos objetivos do IBDM.

PRESIDENTE: Luiz Antônio Munhoz da Cunha – Curitiba/PR
Paulo Lobo Junior – Brasília/DF
Sérgio Yoshimasa Okane – São Paulo/SP
Fernando Antônio Mendes Façanha Filho – Fortaleza/CE
Marco Antônio Percope de Andrade – Belo Horizonte/MG
Bernardo Luiz Fornaciari Ramos – Belo Horizonte/MG
MEMBRO CONSULTOR: Luiz Carlos Sobania – Curitiba/PR
MEMBRO CONSULTOR: Hiran Gonçalves – Boa Vista/RR
MEMBRO CONSULTOR: Luiz Antonio de Souza Teixeira Jr – Rio de Janeiro/RJ
MEMBRO CONSULTOR: Luiz Henrique Mandetta – Campo Grande/MS
MEMBRO CONSULTOR: Mario Lucio Heringer – Belo Horizonte/MG

Bandeiras da Frente Parlamentar da Medicina:

  • A suspensão da abertura de Escolas de Medicina até que sejam aprovadas regras claras para isso;
  • A rediscussão do modelo de saúde brasileiro do SUS aos planos de saúde suplementar;
  • Aprovação de leis que protejam os médicos da violência no local de trabalho e punam os agressores.
  • Carreira médica de Estado
Membro quite tem desconto no Congresso Anual SBOT!
Por favor, aguarde enquanto estamos te redirecionando.
Confira as principais recomendações sobre a pandemia da COVID-19